HOME
HISTÓRICO
DIRETORIA
PRONUNCIAMENTOS
SERVIÇOS
COMISSÕES
ADVOGADOS
AGENDA
NOTÍCIAS
TRANSPARÊNCIA
DEBATES
LINKS
CONVÊNIOS
VÍDEOS
CONTATO
 
Dia 11 de Agosto – Dia do Advogado
11/08/2017
 
A eleição do dia 11 de Agosto para se comemorar o dia do advogado possui referência a instituição das primeiras faculdades de direito no país, no ano de 1.827 (Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo, e a Faculdade de Direito de Olinda, em Pernambuco).

Desde então, inúmeros cursos proliferam-se, milhares de bacharéis em direito e, por conseguinte, uma enorme massa crítica emerge.

Podem atestar a existência de Advogados em excesso, que está saturado o mercado e as triviais conclusões decorrentes. Numa análise rasa e míope, certeiro posicionamento.

Contudo, ao observarmos os desideratos intrinsecamente pautados pela advocacia, verificaremos de que não há um advogado a mais da medida necessária ao ajuste e defesa dos direitos e garantias, individuais e coletivos.

Lembro, por oportuno, que aos Advogados é dever ético, moral e legal assistir todas as pessoas que dele se socorrerem, inclusive, àquele, que por sua conduta, é desassistido por seu núcleo familiar e amizade. Não é autorizado ao advogado, em tempo algum, militar à margem da lei, por outro lado, também não lhe é outorgado omitir-se da defesa de seu cliente, sendo-lhe, por vezes, último farol e marco da resistência.

Nesta linha, recordo de que os Advogados a todo tempo da história contada, foi pilar de mudanças ou pavimentou alternativas a sistemas opressores. Posso indicar, em rápido lampejo, três nomes: Martin Luther King, Nelson Mandela e Mahatma Gandhi.

A importância destes grandes juristas foi levantar-se contra a opressão, pelas vias ordinárias (legais) ou por ensinamentos atrelados a resiliência e paz.

Noutro norte, grandes estadistas são Advogados e exerceram seus conhecimentos jurídicos em festejo à consumação de direitos. Exemplo caseiro, Getúlio Vargas, patriarca da CLT e tantos outros direitos materializados em textos legais. Saltando do continente sul americano e olhando de forma periférica, Barack Obama, e a busca pela sanidade ambiental global.

Não há como olvidar de que bons políticos foram Advogados, mas despiciendo pelo parco espaço e a proposta de congratulação ao dia do advogado, entretanto, seria imperdoável furtar-me da saudosa passagem no orbe de Ulysses Guimarães, mentor da vigente Constituição da República Federativa do Brasil.

Neste talante, preciso trazer aos sentidos correntes, reconfortante passagem d’uma das primeiras defesas já realizadas e registrada há mais de dois mil anos. Nossa atenção volta-se ao Monte das Oliveiras e o protagonista possuía nome, em aramaico, de Yešu.

Para muitos, o espírito mais puro, bondoso e iluminado que já passou pelo planeta Terra, que no seu mister, apresentar as boas novas, talhou aos olhos dos presentes e para os registros históricos a primeira demonstração do que seria o ofício do advogado: defendeu uma mulher que foi flagrada cometendo adultério e seria apedrejada(ceifariam sua vida), por conta dos enunciados vigentes à época.

Em simetria ao exemplo do que é o objetivo de vida do advogado, lanço uma frase de Martin Luther King: É nosso dever moral, e obrigação, desobedecer a uma lei injusta.

Poderia lançar centenas de milhares de passagens que são atribuídas, direta ou indiretamente, a advogados com viés a pavimentação dos anseios sociais, porém, precisamos ser humildes e reconhecer, muito precisa ser feito, pequenos passos da maratona foram dados, há um horizonte longínquo a ser trilhado.

Feliz dia do Advogado!
Autor: Raphael dos Santos Bigaton - Presidente
VEJA TAMBÉM
» A MORTE DA ADVOCACIA OU NOVO HORIZONTE? - 05/07/2017
» NOTA DE REPÚDIO - 27/03/2017
 
© - Ideia Good - Soluções para Internet